Maratona de cartas - Amnistia Internacional


maratona de_cartas




Vamos participar na MARATONA DE CARTAS! 

“E se lhe dissesse que uma carta pode ajudar a salvar a vida de uma pessoa e que os alunos, professores e restante comunidade escolar podem fazer a diferença?”

A Amnistia Internacional vem assim por este meio convidar o Agrupamento a participar na Maratona de Cartas, o maior projeto de direitos humanos organizado todos os anos pela Amnistia Internacional, que consiste na assinatura de cartas apelando à libertação ou fim da perseguição de pessoas e comunidades. O objetivo é chamar a atenção para estes casos, o que poderá resultar numa melhoria das condições destas pessoas e comunidades em risco. No ano passado contámos com a participação de mais de 3 milhões de pessoas em todo o mundo e mais de 150 mil em Portugal.


É importante para as crianças e jovens serem, desde cedo, cidadãos ativos na defesa dos seus direitos e dos direitos dos outros e este projeto pode servir para trabalhar esse aspeto do desenvolvimento pessoal.

Não terão qualquer tipo de custo financeiro com este projeto já que a Amnistia Internacional assegura os envios das cartas.”

 (Texto enviado pela Amnistia Internacional – Portugal)

Vamos todos participar neste evento, alunos, professores, Assistentes, Pais, Encarregados de Educação e Comunidade de Santa Comba Dão.

Até ao último dia de aulas (17/dezembro) em todas as escolas do Agrupamento encontram-se estas cartas para assinar. Nos Centros Escolares e Escola Básica 2,3  no átrio da entrada, na Escola Secundária/3 na Biblioteca Escolar.


maratona

ng2916188

Literacia fílmica

  Apesar de o Plano Nacional de Cinema ter tido, até agora, como público-alvo, os 2º e 3º CEB, desde que, vai já no segundo ano, o AESCD a ele aderiu, não deixa de ser pedagogicamente útil a introdução da linguagem filmica noutros anos de escolaridade.
   Assim, nos Centros Escolares Norte e Sul, os alunos do Pré-Escolar ao 4º ano têm assistido a três filmes que têm sido objeto de sessões de visionamento e interpretação do seu conteúdo ficcional.

FONTE
https://www.youtube.com/watch?v=mH3r5d36qnM

FONTE
https://www.youtube.com/watch?v=D18NHzdNYxU

FONTE
https://www.youtube.com/watch?v=YU7wrHu9jDY

EDUCAÇÃO LITERÁRIA - 2º Ano - "A girafa que comia estrelas"



 Foi hoje iniciado um conjunto de atividades de apoio ao currículo onde a educação literária aparece como uma das prioridades de trabalho conjunto dos docentes dos 1º e 2º CEB e da biblioteca escolar.
  Desta forma, juntaram-se as duas turmas do 2º ano do Centro Escolar do Sul para participarem num conjunto de atividades ligadas à consolidação do estudo, em sala de aula, do livro de José Eduardo Agualusa "A girafa que comia estrelas".

Ouviram, de novo, a história, através de uma apresentação do youtube...

FONTE
https://www.youtube.com/watch?v=mH3r5d36qnM

Responderam , oralmente, a um conjunto de questões sobre o conteúdo da obra...




Ordenaram parágrafos...

(CLICAR NA IMAGEM)

Uniram pontos para completar o desenho de uma girafa e pintaram-no...


                                                (CLICAR NA IMAGEM)

Projeto "Terrários - um pedaço de natureza na nossa sala"


  No Centro Escolar do Sul, sob coordenação da prof. Maria Isabel Horta de Matos, encontra-se a desenvolver um projeto, no âmbito da 13ª edição do Projeto "Ciência na Escola", lançado, para o atual ano letivo, pela Fundação Ilídio Pinho.
  Este projeto conta com a participação da turma A do 3º Ano e da sua professora Leonor Perdigão, mas também com a articulação da Biblioteca Escolar.
   Com ele, pretende-se que os alunos aprendam a fazer TERRÁRIOS, criando diversos ecossistemas, trazendo a natureza para dentro da sala de aula, observando-a e valorizando-a.
   Em sala de aula, os alunos já reuniram o material necessário com que vão, a partir de agora, construir os terrários que levarão, posteriormente, para casa. Em toda esta tarefa, houve um grande envolvimento das famílias.
   Na biblioteca escolar, desenvolveram-se, até à data, três sessões com os alunos, sendo a primeira reservada para estes conhecerem, pelo visionamento de um filme e de um PPT, os vários passos e materiais envolvidos na construção dos terrários.

FONTE - https://www.youtube.com/watch?v=M9gVKDZl9_U


  Na mesma sessão, foram divulgados os livros existentes no fundo documental da biblioteca sobre plantas e natureza.




   Numa segunda e terceira sessões, no sentido de se produzir um panfleto final de divulgação das investigações associadas a este projeto, os alunos, recorrendo às informações na internet, construíram dois documentos, sendo o primeiro sobre a bolota e o segundo sobre uma receita de pão de bolota.
   Foi-lhes dada toda a metodologia associada à procura, seleção e transformação da informação oriunda dos vários sites consultados, sendo preocupação constante a construção de documentos originais dos próprios alunos. Paralelamente, nestas sessões, os mesmos foram formados no manejo de documentos word do Open Office, aprendendo a centrar, colorir, aumentar fontes, inserir imagens e divulgar a sua fonte, criar pastas e subpastas, gravar e abrir um documento

TRABALHO SOBRE A BOLOTA
(CLICAR NA IMAGEM)
FONTE 
 https://www.google.pt/search?q=BOLOTA&rlz=1C1FDUM_enPT535PT535&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwi7wuT4_tHJAhUCOBQKHXXFBuIQ_AUIBygB&biw=1360&bih=667#imgrc=Qk_Lo1VPPNrheM%3A

TRABALHO SOBRE UMA RECEITA DE PÃO DE BOLOTA
(CLICAR NA IMAGEM)

FONTE
https://www.tobetasted.com/pt/receitas/entradas-e-sopas-17/pao-de-bolota-82



Fase de aprendizagem/ construção dos terrários:



Produto final realizado pelos alunos e exposto no hall de entrada do CES.
Cada aluno poderá alterar, ao longo do ano, o seu terrário, bastando, para isso, colocar acessórios que se adequem à época, à data comemorativa, à estação do ano, à quadra festiva...


HOUR OF CODE - 7 a 11/dezembro



A hora de código é um movimento global, atingindo dezenas de milhões de alunos em mais de 180 países. Qualquer pessoa, em qualquer lugar pode organizar um evento sobre a Hora de Código. Os tutoriais da Hora do Código, com uma hora de duração, estão disponíveis em mais de 30 idiomas. Nenhuma experiência é necessária. A faixa etária vai dos 4 aos 104.

Estão a decorrer 191,035 Eventos Hora do Código pelo mundo, 310 in Portugal. Também o nosso Agrupamento se encontra neste evento internacional, com a participação dos nossos alunos do 4ºAno que têm Programação nas AEC.

A Hora de Código é organizada pela Code.org, uma entidade sem fins lucrativos dedicada em expandir a participação em ciências da computação, tornando-a acessível em mais escolas, e aumentando a participação de elementos do género feminino bem como estudantes de etnias subrepresentadas. Paralelamente, foi também formada uma coligação de parceiros sem precedentes afim de promover a Hora de Código — na qual se incluem a Microsoft, Apple, Amazon, entre outras.


 
Copyright © 2010 Cultivar a Leitura e o Conhecimento. All rights reserved.
Blogger Template by